Morre conselheiro aposentado do Tribunal de Contas de Sergipe Reinaldo Moura

A assessoria de comunicação do Hospital Primavera acaba de confirmar a morte do conselheiro aposentado do Tribunal de Contas de Sergipe, Reinaldo Moura. Após sofrer um infarto, ele estava na UTI desde ontem (10), depois de ter se submetido a uma delicada cirurgia cardíaca. Com 77 anos de idade, Reinaldo era pai de Patrícia e do ex-deputado federal André Moura (PSC).

Logo após o falecimento do ex-conselheiro, ex-deputado André Moura postou o seguinte no twiter: “Pai, vou guardar seus beijos comigo pra sempre. Obrigado por tudo. André também agradeceu “todas as mensagens de carinho neste momento tão difícil pra nossa família”.

Velório

A família informou que o corpo de Reinaldo será velado, a partir das 14h desta quinta-feira (11), na Assembleia Legislativa, centro de Aracaju. Aberto ao público, o velório prosseguirá até às 7h de amanhã. O cortejo deverá passar em frente ao Estádio João Hora de Oliveira, do Clube Sportivo Sergipe. Segundo a família, o corpo de Reinaldo Moura será cremado nesta sexta-feira.

O governador Belivaldo Chagas (PSD) decretou luto oficial em Sergipe por três dias. O chefe do Executivo lamentou o falecimento do ex-conselheiro: “Foi com imensa tristeza que recebi a notícia da morte do meu amigo ex-deputado estadual, ex-presidente da Alese e conselheiro aposentado do TCE-SE, Reinaldo Moura Ferreira, de 77 anos. Peço a Deus que conforte o coração de toda a família, em nome especialmente do seu filho, André Moura, amigos e pessoas próximas de Reinaldo Moura, uma das maiores figura públicas da história de Sergipe e que deixará muita saudade para todos nós”.

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), também decretou luto oficial por três dias. O pedetista postou no twitter uma foto dele com Reinaldo Moura, ambos sorrindo muito, e escreveu o seguinte: “É com esse sorriso no rosto que sempre me lembrarei de você, meu amigo Reinaldo Moura. Sua alegria, inteligência, senso crítico e sagacidade se tornaram tão marcantes para Sergipe. Tínhamos uma relação muito próxima e agora ficarão as boas lembranças dos nossos encontros e conversas”, frisou.

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) lamentou a morte do amigo pessoal, Reinaldo Moura, que atuou no rádio sergipano, foi vereador por Aracaju, deputado estadual por diversos mandatos e conselheiro do Tribunal de Contas de Sergipe, de cuja função estava aposentado. “Uma tristeza enorme toma conta do meu coração. Reinaldo sempre foi um parceiro político qualificado, desde o antigo PFL e, especialmente, um amigo leal da nossa família, em todas as horas”, afirmou. Dona Maria lembrou do companheirismo e das longas conversas e gargalhadas com João (Alves Filho, ex-governador in memorian), a quem sempre ouviu atentamente.

Trajetória vitoriosa

Reinaldo Moura Ferreira era filho de Olegário Mendonça Ferreira e Laudelina Moura Ferreira. Sergipano de Japaratuba, jornalista e radialista, ele atuou em rádios e emissoras de televisão de Sergipe e da da Bahia. Em em sua vida pública exerceu os mandatos de vereador em Aracaju – 1977 a 1978 – e deputado estadual de Sergipe de 1978 a 2000.

Tomou posse como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado em 8 de fevereiro de 2001, tendo sido corregedor geral do TCE – 2005 a 2007 – e presidente de 10 de março de 2009 a março de 2011.Torcedor ferrenho do Club Sportivo Sergipe, foi presidente do clube do bairro Siqueira Campos e atualmente era um de seus conselheiros.

Um campeão de audiência

Reinaldo Moura era um campeão de audiência. Iniciou no rádio sergipano na década de 60 com programas de sucesso, como o “Roteiro das 11”, da Rádio Cultura AM/670. Também atuou na antiga Rádio Difusora, hoje Aperipê. Fora de Sergipe, passou por emissoras da Bahia e do Ceará. Em Salvador, trabalhou na Rádio Sociedade da Bahia, com grande sucesso.

Ao retornar para Sergipe, Reinaldo foi contratado pela Rádio Cultura/AM para novamente liderar a audiência, das 8hs às 11, como disc jockey. O sucesso radiofônico o levou a disputar uma cadeira de vereador em Aracaju, sendo eleito como o mais votado da capital. Anos depois, se trasnsferiu para a Rádio Jornal/AM e continuou brilhando no horário matinal. Também foi apresentador de programa de auditório na TV Atalaia, canal 8, trabalhando depois como noticiarista da TV Jornal de Sergipe.

Clique na imagem para ampliar

Assembleia lamenta

A Assembleia Legislativa de Sergipe registrou enorme pesar pelo falecimento de seu ex-presidente, o radialista Reinaldo Moura.

“Natural de Japaratuba, Reinaldo Moura foi deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa por dois mandatos, antes de ser indicado para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas, órgão que também presidiu e onde se aposentou de forma compulsória.

Reinaldo tinha uma grande relação afetiva com a Assembleia Legislativa. Ele foi casado com a ex-deputada estadual Lila Moura e é pai de Patrícia e do ex-deputado estadual e ex-1º secretário da Alese, André Moura.

O deputado estadual Luciano Bispo, presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, externa sua consternação pelo falecimento e se solidariza com familiares e amigos neste momento de dor e sofrimento”.

A Federação Sergipana de Futebol (FSF) decretou três dias de luto em respeito ao falecimento de Reinaldo Moura. Em nome dos colaboradores da FSF, o presidente da entidade, Milton Dantas, lamentou a morte do desportista “É com profunda consternação e pesar que recebemos a notícia do falecimento do ex-presidente do Sergipe, Reinaldo Moura. Grande parceiro e defensor ferrenho do time colorado, sua perda é irreparável para o nossa desporto da nossa região. Todos estamos em luto neste momento muito difícil” finalizou Miltinho.

TCE decreta luto oficial

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Luiz Augusto Ribeiro, decretou luto oficial de três dias no órgão em virtude do falecimento do conselheiro aposentado Reinaldo Moura Ferreira, nesta quinta-feira, aos 77 anos.

“Sergipe perdeu um dos homens públicos que mais marcaram a sua história; Reinaldo Moura deixa um legado de trabalho e dedicação aos sergipanos, seja na área da comunicação, no legislativo ou quando fez parte do TCE”, afirmou o conselheiro presidente.

A morte do conselheiro aposentado foi confirmada em meio à sessão plenária, quando o colegiado decidiu pela suspensão da reunião como forma de solidariedade aos colegas e familiares.

Reinaldo Moura integrou o colegiado da Corte de Contas de fevereiro de 2001 a dezembro de 2013, quando se aposentou de forma compulsória. No biênio 2009/2010, exerceu a presidência numa gestão que coincidiu com o aniversário de 40 anos do órgão e ficou marcada pelo incremento significativo na área de Comunicação.